Blog

Conheça 5 métricas para o departamento de vendas da sua empresa

Existem mil e uma formas para aumentar as vendas do seu negócio, é verdade. No entanto, se você não monitorar cada uma das ações, como resultado, terá mil e uma maneiras ineficientes para administrar a sua empresa.

A fase do monitoramento é tão importante quanto o planejamento e a execução, afinal, é só com informações de qualidade que o gestor pode tomar decisões para garantir a melhoria contínua do negócio.

Agora, como escolher boas métricas para realizar esse monitoramento do departamento de vendas? Essa é a pergunta que pretendemos responder neste post! Confira, a seguir, as 5 métricas que você, com certeza, deve adotar na sua empresa!

Índice de vendas por produto ou serviço

Essa é uma forma para descobrir, com precisão, quais são os serviços e os produtos da sua empresa que estão tendo mais saídas. Por que essa informação é importante? Em primeiro lugar, é possível ter um controle muito maior das compras, afinal, você se baseará em dados mais específicos e, não necessariamente, na suposta escassez de determinado item.

Além disso, com esse tipo de informação você consegue desenvolver melhor as suas estratégias de marketing, seja para promover ações relacionadas aos itens mais populares, seja para estimular a venda daqueles que estão “mofando” no inventário.

Ticket médio

Essa é uma métrica destinada especificamente ao monitoramento da equipe de vendas. O ticket médio tem como objetivo apontar o retorno financeiro para a empresa em cada negócio fechado. Além disso, também é por meio do ticket médio que o gestor pode identificar quais são os vendedores que têm mais capacidade para ofertar todo o mix de produtos.

Apenas pela descrição, já conseguimos identificar dois benefícios claros desse tipo de métrica. A primeira delas é o acompanhamento do desempenho dos vendedores, para que o gestor passe feedbacks mais assertivos e possa estimular condutas positivas. Por outro lado, também é possível identificar quais são as deficiências e as dificuldades enfrentadas pela equipe ao ofertar o mix de produtos, o que ajuda a determinar uma ação cabível — como treinamentos, por exemplo.

Custo de aquisição do cliente

O custo de aquisição do cliente é outra métrica indispensável, e tem como principal objetivo mostrar a quantidade de recursos que são gastos para que o consumidor chegue até a empresa, adquirindo produtos ou serviços oferecidos. Basicamente, é uma avaliação mais precisa da eficácia dos custos feitos com marketing.

Com esse tipo de métrica, o gestor pode identificar com mais clareza qual é o retorno obtido com as estratégias adotadas, tendo sempre em vista a eficiência de cada uma delas, isto é, sua relação custo-benefício.

Taxa de follow up

É muito importante identificar o motivo das recusas, afinal, em muitas ocasiões, os clientes tiveram bons motivos para não fechar o negócio — falta de dinheiro no momento, não ter tempo para ouvir a proposta, entre outras. Nesses casos, o ideal é que o vendedor retome o contato, no que chamamos de follow up.

Por isso, uma das métricas fundamentais para acompanhar no setor de vendas é a taxa de follow up, que tem como objetivo verificar justamente quantas “vendas perdidas” foram retomadas pelos vendedores.

Número de vendas totais

Por fim, o número de vendas totais: é uma métrica simples, porém indispensável para acompanhar o resultado da equipe de vendas. O nome é autoexplicativo: a métrica tem como objetivo mensurar o número total de vendas de acordo com determinado período, que pode ser semanal, mensal, etc.

Embora seja importante, a métrica não pode ser avaliada isoladamente. Por isso, o ideal é conciliar todas as outras que mencionamos neste post, para ter uma mensuração mais acurada do seu departamento de vendas.

Gostou das nossas dicas? Que tal fazer uma avaliação gratuita do ASCENT BI e aplicar esse conceito agora mesmo na sua empresa?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer Saber tudo Sobre o Mundo do BI? Cadastre-se abaixo e receba os melhores conteúdos sobre Business Intelligence.