Blog

Conheça os principais indicadores de gestão hospitalar

Os indicadores de gestão hospitalar são fundamentais, pois é por meio deles que são realizadas a avaliação e o controle dos serviços prestados no estabelecimento. Eles são de extrema importância para os processos, afinal, é impossível administrar algo que não é medido, não é mesmo?

Quando pensamos no ambiente de um hospital, a variedade de fluxos e serviços presentes em um mesmo local desperta ainda mais a necessidade de gestão por meio de procedimentos bem definidos. Afinal de contas, o bom andamento do todo é o que demonstrará a qualidade e a imagem de uma instituição de saúde.

Para isso, é necessário levantar o que deve ser analisado e, com base nessas informações, definir os indicadores de desempenho mais adequados. Para ajudar você, o post de hoje mostra alguns dos mais utilizados em hospitais. Continue a leitura!

Os indicadores essenciais para seu hospital

Os indicadores podem variar conforme o porte da instituição, da sua especificidade (maternidades ou pronto socorro, por exemplo), se é pública ou particular, entre outros fatores. Porém, existem alguns indicadores que são fundamentais, pois avaliam métricas básicas de grande parte das organizações hospitalares. São eles:

Taxa de ocupação hospitalar

Esse indicador aponta a relação percentual entre o número de pacientes/dia e o número de leitos/dia em um período determinado. Contudo, para realização do cálculo dos leitos/dia, considere-se os leitos ocupados e constantes do cadastro do hospital e os leitos bloqueados, excluindo os extras.

(número de pacientes/dia / número de leitos/dia) x 100

Caso sua instituição faça uso contínuo de leitos extras, a taxa de ocupação pode superar 100%, o que é um registro importante para o gerenciamento.

Infecção hospitalar

A infecção hospitalar é aquela contraída no hospital e que não estava ativa ou em incubação quando da internação do paciente. Ela pode se manifestar durante a estadia ou mesmo após a alta.

(número de infecções hospitalares / número de saídas) x 100

Atualmente, esse termo foi substituído por “Infecção Relacionada à Assistência à Saúde” (IRAS). Isso inclui cuidados domiciliares, ambulatórios e as infecções contraídas pelos funcionários do hospital.

Mortalidade Hospitalar

Esse indicador controla o percentual entre o número de óbitos em pacientes durante um determinado período e o número de pacientes saídos.

(Quantidade de óbitos em determinado período / Quantidade de saídas no mesmo período) x 100

Satisfação do paciente

Determina o quanto os pacientes estão satisfeitos com os serviços recebidos. Organize um questionário de avaliação e satisfação com a pergunta “Você recomendaria nosso hospital para um amigo ou familiar?”.

Esse indicador permite fazer melhorias nos serviços prestados, além de ser uma forma de descobrir se alguns procedimentos geraram os resultados esperados e de permitir que você tenha uma base para fazer uma relação entre hospitais.

(Número de questionários com respostas positivas à pergunta – respostas padrão / Número de questionários respondidos) x 100

Lembre-se também de que um paciente satisfeito com os serviços hospitalares têm maior chance de aderir ao tratamento, melhorando a sua condição de saúde!

Faturamento

O faturamento é um indicador importante para toda a gestão administrativa do hospital, pois identifica se o recinto consegue faturar sem sofrer grandes perdas.

Para que isso seja feito corretamente, é preciso registrar os procedimentos aos quais os pacientes foram submetidos, assegurando a avaliação de dados que demonstrem a realidade do hospital. Além disso, o faturamento pode ser calculado percentualmente, segundo uma modalidade específica de convênio oferecida pelo hospital:

Faturamento por especialidade = (Faturamento gerado por determinada especialidade / Faturamento total) x 100

Faturamento por convênio = (Faturamento gerado por determinado convênio / Faturamento total) x 100

Com esses dados, é possível identificar qual é o convênio mais lucrativo para a instituição e determinar quais contratos devem ser mantidos.

Viu só? Ao entender melhor sobre os indicadores de gestão hospitalar, você poderá fazer uso desses recursos essenciais para que sua instituição de saúde funcione adequadamente e consiga melhorar seus serviços.

Quer continuar melhorando cada vez mais sua gestão? Então, aproveite o gancho desta leitura e descubra também de que forma o Big Data ajuda na tomada de decisão de uma empresa.

E vamos conhecer mais sobre o Business Intelligence que pode mudar a realidade da sua gestão hospitalar? Conheça mais sobre o ASCENT BI, clicando aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer Saber tudo Sobre o Mundo do BI? Cadastre-se abaixo e receba os melhores conteúdos sobre Business Intelligence.