Blog

Entenda a inteligência de negócios nas Rede Sociais

A inteligência de negócios, ou Business Intelligence (BI), é o processo de coleta e análise de dados que serão transformando em informações úteis para a gestão de uma empresa e o seu processo de tomada de decisões. E hoje, uma dos melhores fontes de dados disponíveis hoje são as redes sociais.

Os públicos de praticamente qualquer segmento estão presentes nas redes sociais e é possível conhecer mais sobre eles por meio delas. Como existe um largo volume de dados sobre esses consumidores potenciais neste ambiente, é fundamental que uma empresa saiba como coletar dados em redes sociais.

Neste artigo, vamos explicar melhor como funciona a inteligência de negócios nas redes sociais e quais são os benefícios competitivos que ela pode trazer para uma empresa. Também explicaremos 5 formas práticas de coleta e análise de dados nelas.

A inteligência de negócios nas redes sociais

A inteligência de negócios existe para que o processo de tomada de decisões seja mais estratégico e preciso. Isso é feito com a identificação e extração de um largo volume de dados que são interpretados e analisados de forma que revelem tendências, movimentos de mercado e padrões de comportamento dos consumidores.

Com isso, é possível visualizar melhor tanto a operação de uma empresa como o potencial do seu mercado. Com as ferramentas e técnicas da inteligência de negócios, um gestor consegue projetar melhor a estratégia de uma empresa e faz escolhas melhores.

Para funcionar bem, a inteligência de negócios precisa de ser alimentada com dados. E para conhecer melhor o perfil de um consumidor e compreender com clareza seus anseios, não existe um local melhor que as redes sociais.

No Facebook, por exemplo, é possível obter dados demográficos para descobrir as informações básicas dos potenciais clientes que já demonstraram curiosidade em alguma solução da empresa.

Além disso, as pessoas declaram seus interesses com curtidas em páginas, compartilhamentos e outras interações, o que permite descobrir tendências que podem inspirar a criação de produtos ou serviços que atenderão uma demanda que não foi percebida pelos concorrentes.

Apesar do Facebook ser hoje a rede social mais popular que pode ser útil em uma estratégia de coleta de dados em qualquer segmento, algumas empresas podem conseguir ainda mais valiosas em outras redes sociais.

Uma empresa que fornece cursos online, por exemplo, pode descobrir no LinkedIn quais são alguma das qualificações mais usualmente exigidas para cargos executivos e com isso formatar um conteúdo voltado para a preparação de pessoas que tenham essa ambição. E nessa mesma rede social é possível detalhar o perfil exato de quem seria o público desse produto.

Já um negócio na área de viagens pode encontrar em dados coletados no Instagram quais são os destinos em que influenciadores digitais conseguem mais curtidas e, com isso, optar por criar roteiros que incluem esses locais e divulgá-los justamente para os fãs das pessoas que os visitaram.

O potencial de coleta de informações nas redes sociais é absurdo: como existe um volume imenso de dados de alta complexidade, com a técnica certa e ferramentas poderosas, é possível obter análises preditivas confiáveis que serão muito valiosas para o direcionamento de um negócio.

Transformando inteligência de negócios em vantagens competitivas

Quando a inteligência de negócios nas redes sociais é bem aplicada, é possível fazer que as informações obtidas se tornem vantagens competitiva da empresa. As organizações que investem em coleta e análise de dados conseguem encontrar oportunidades, riscos, tendências e vulnerabilidades de modelos de negócio antes dos seus rivais.

Além disso, a inteligência de negócios também pode ser utilizada de forma ainda mais competitiva com a coleta de dados que revelem melhor o desempenho de empresas concorrentes, permitindo a realização de comparações com os resultados deles e um entendimento maior do que dá certo e o que dá errado no lado da concorrência.

Nas redes sociais, isso é facilmente feito com a visualização de métricas transparentes como o número de seguidores no Twitter ou curtidas no Facebook, o volume de compartilhamentos de postagens e o contexto delas e a frequência da atividade e interação com consumidores.

Com as ferramentas certas de inteligência de negócios, é possível verificar também dados mais avançados, como o sentimento nos comentários das postagens e a propagação positiva ou negativa de um conteúdo.

Tudo isso é útil para que uma empresa entenda melhor o seus concorrentes e consiga assim elaborar uma estratégia mais efetiva para a condução dos seus negócios.

Encontrando os dados certos nas redes sociais

As redes sociais são verdadeiras minas de dados, mas não existem ainda ferramentas capazes de coletar todos eles ao mesmo tempo, quanto mais fazer análises efetivas do que eles representam e qual seria a importância deles para a estratégia da empresa.

Logo, o principal desafio da inteligência de negócios aqui é saber o que é informação útil que deve ser mensurada e o que pode ser deixado de lado nas redes sociais. Uma empresa que maquiagens muito provavelmente não vai investir uma parte significativa do seu poder de processamento para acompanhar e analisar atividades de um público homem fã de MMA.

Para começar a descobrir os dados mais importantes de uma empresa nas redes sociais é preciso utilizar como referência os objetivos, metas e valores de uma empresa, além do seu core business.

Se ela for, por exemplo, voltada para o setor automotivo, os dados coletados serão sempre aqueles relacionados ao segmento, incluindo informações de concorrentes e traçando interesses do seu público, como veículos, manutenção, estradas e outros.

Depois disso, é necessário estabelecer parâmetros do que vai configurar uma informação útil que dará suporte a gestão. Normalmente, as ferramentas de business intelligence são capazes de auxiliar a formatação de dados em uma interface clara que facilite a compreensão do valor dessa informação, o dashboard.

Mas para isso é preciso ter uma boa matéria-prima. Logo, é crucial que as informações coletadas sejam aquelas que vão fornecer os melhores insights e uma visão precisa do mercado e dos consumidores.

Coletando dados em redes sociais

Praticamente todas as redes sociais populares hoje disponibilizam ferramentas que simplificam a coleta de dados nelas. Existem softwares especializados que podem ir ainda mais fundo nessa tarefa, mas neste artigo será explicado o funcionamento desses sistemas mais básicos que podem ser facilmente acessados por qualquer pessoa.

Coletando dados no Facebook

Na rede social mais popular do mundo, a forma mais simples de se obter métricas alto resultado é com a ferramenta chamada Facebook Insights, que é facilmente acessível para quem tem uma página na rede: basta acessar a sessão chamada Informações que está no menu superior da tela administrativa de uma página.

Lá, é possível verificar em detalhes não só o número de curtidas na página mas como foi feita a aquisição desses seguidores ao longo do tempo. Também é possível ver as “descurtidas” da página e com isso entender as tendências dos usuários e quais conteúdos incentivaram mais cada tipo de comportamento.

Na mesma sessão, também é possível investigar outras métricas como o alcance orgânico e pago de uma página, o desempenho das publicações em relação ao dia e horário em que elas foram feitas e o mais importante, o perfil demográfico de quem curte a página.

Saber informações sobre seu público com base em uma fonte confiável é extremamente útil para uma empresa e isso simples de ser obtido no Facebook.

A ferramenta de páginas do Facebook também permite o acompanhamento de páginas de concorrentes para comparações de desempenho, mas em um nível relativamente básico.

Coletando dados no Twitter

O Twitter também oferece uma ferramenta para acompanhamento de métricas, que pode ser acessada pelo menu do perfil, na opção estatísticas. Chamado de Twitter Analytics, ela permite um acesso rápido a todos os dados relativos ao desempenho de um usuário na rede social, incluindo a possibilidade de saber qual o seu Tweet, Menção e Seguidor de maior destaque.

Mas o mais interessante é a opção de ‘públicos’ da ferramenta, que apresenta inúmeros dados demográficos dos seguidores, desde os mais básicos até interesses e quais operadoras de telefonia eles utilizam.

Também é possível fazer comparações com concorrentes para entender se os públicos de ambos perfis é parecido e, se não, quais as diferenças.

Coletando dados no Instagram

No Instagram, não existem opções de métricas tão completas como as do Facebook e Twitter, mas é possível utilizar a ferramenta de estatísticas de um usuário para saber o alcance e as visualizações do perfil, além das postagens mais populares de um período.

A recomendação aqui é buscar softwares e ferramentas de terceiros que possam fornecer insights maiores sobre o comportamento dos usuários nessa rede social.

Coletando dados no Pinterest

O Pinterest é uma rede social diferente: o conteúdo aqui é construído sobre o interesse de usuários, que montam murais com os seus interesses. Apesar de também não contar com uma ferramenta robusta de estatísticas, é interessante pensar em técnicas para extrair dados dessa rede e descobrir insights para produtos ou serviços que possam atender um público alvo.

Coletando dados no LinkedIn

Com um foco bem direcionado para conexões profissionais e trabalho, o LinkedIn pode ser uma excelente fonte de dados sobre um público de uma empresa.

Ele conta com uma ferramenta básica de estatísticas que fornece a demografia dos seguidores de uma página, mas com a técnica correta é possível conseguir ainda mais informações com outras opções da rede social, como a busca de empregos e de talentos.

E agora que você já sabe melhor como a inteligência de negócios pode se aproveitar das redes sociais, que tal aprender de uma vez por todas a diferença entre Business Intelligence e Big Data?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer Saber tudo Sobre o Mundo do BI? Cadastre-se abaixo e receba os melhores conteúdos sobre Business Intelligence.