Blog

O que é BSC e para que serve?

O período nebuloso na economia que o Brasil está vivendo faz com que as empresas precisem ajustar suas estratégias, enxugar gastos e buscar resultados mais a curto prazo.

Nesses momentos, a utilização de metodologias como o BSC — Balanced Scorecard — se mostram mais necessárias do que nunca, mas você sabe que metodologia é essa? Quais efeitos elas podem gerar para sua atividade? Como ele surgiu?

É sobre isso que vamos conversar neste artigo. Você entenderá o significado dessa metodologia amplamente adotada em empresas de todos os portes, e em todo o mundo. Se interessou? Então acompanhe!

O que é BSC?

Há mais de 20 anos, Robert Kaplan e David Norton, dois professores da Harvard Business School, começaram a questionar se avaliar os resultados de uma empresa unicamente pela dimensão financeira era suficiente.

Depois de algum tempo, chegaram à conclusão que seria mais assertivo olhar para a estratégia empresarial em quatro dimensões: financeira, clientes, processos internos e aprendizado e crescimento.

Nascia, ali, o Balanced Scorecard (BSC), que é, basicamente, uma metodologia de gestão que serve para que as empresas consigam transportar seus objetivos estratégicos até a ação, perpassando vertical e horizontalmente todos departamentos.

Por meio do acompanhamento dos KPIs — indicadores-chave de performance — ao longo do tempo, os gestores, colaboradores e parceiros podem entender como anda a evolução do negócio e o que fazer para impulsionar seu crescimento!

Ela faz com que todos os profissionais envolvidos na operação visualizem o que precisam fazer para atingir os resultados planejados.

Quais desafios das empresas o BSC ajuda a superar?

O Balanced Scorecard ajuda as organizações a superar quatro grandes desafios:

  • ter a visão estratégica do negócio em um único local (por meio do mapa estratégico);
  • melhorar a comunicação da estratégia para todos;
  • desdobrar a estratégia em atividades;
  • fazer a mensuração dos resultados de forma efetiva.

Isso porque ele fornece uma estrutura administrativa que abrange as perspectivas financeiras de clientes, processos internos e aprendizado para crescimento.

Também podemos afirmar que o BSC é fundamental para ajudar os gestores do negócio na escolha de alternativas mais eficazes para atingir os objetivos da organização. É o que afirma Luis Lobão, professor da Fundação Dom Cabral.

Para ele, o BSC também é excelente para promover o feedback constante e a discussão das lições aprendidas, muito importantes para que a empresa se adapte a novas circunstâncias e sobreviva, mesmo nos períodos de crise econômica.

Como funciona essa metodologia?

Agora você já sabe o que é BSC, o objetivo básico dessa estratégia e o que ele pode oferecer, mas funciona e como implementá-lo da melhor maneira no seu negócio?

Como qualquer inovação dentro do corpo da empresa, o ideal é que o gestor saiba aplicar um passo a passo, definindo um planejamento resumido cada etapa. A implementação é feita por 4 fases que tornam essa tarefa muito mais fácil:

1. Indicadores e projeção

O primeiro passo é mapear todos os indicadores a serem monitorados, traçando ainda quais metas devem ser alcançadas. Para isso, faça uma projeção para os meses futuros de como devem estar os números com o passar do tempo, dividindo a perspectiva entre alguns agentes principais:

  • finanças;
  • clientes;
  • processos internos;
  • aprendizado e crescimento.

Esses agentes são os principais influenciadores do desempenho do seu negócio, e geralmente são dependentes uns dos outros. Por isso, ao investir, por exemplo, no aumento da carteira de clientes ou na otimização dos processos internos, o indicador de finanças terá uma evolução significativa.

Tenha em mente que a intenção é evoluí-los gradativamente, então não trace projeções impossíveis de serem cumpridas, pois elas podem desmotivar sua equipe e atrapalhar o desenvolvimento desses indicadores-chave de performance.

2. Resultados reais e scorecard

Essa fase está relacionada com as projeções feitas anteriormente. Muitas vezes, o plano criado não coincide com a realidade do negócio — por influências de mercado, mudança de postura de concorrentes, etc.

Por isso, tenha um comparativo entre o resultado planejado de cada mês com o resultado real: esse é o scorecard — que nada mais é do que a “pontuação” feita, ao colocar lado a lado esses dois valores.

3. Mapa estratégico

O mapa estratégico é uma das fases visuais mais importantes dessa metodologia. Aqui será possível ver — e analisar — de fato, quais os indicadores tiveram menores evoluções.

Assim, você pode tomar decisões voltadas para crescimento dos agentes que deixaram a desejar no decorrer dos meses.

Quais os benefícios posso extrair dessa implementação?

Está muito conceitual até aqui? Acompanhe, a seguir, alguns pontos que irão te ajudar a visualizar de forma ainda mais prática o que é BSC:

1. Visão da estratégia em um único local

O Balanced Scorecard ajuda a empresa a perceber em quais áreas existem fraquezas e como elas estão impedindo o sucesso global do negócio. Com isso, direcionar esforços para a melhoria do desempenho geral fica muito mais fácil e assertivo.

Por meio do Mapa Estratégico — representação visual da estratégia —, é possível visualizar as quatro perspectivas estratégicas do negócio com mais clareza: financeira, do cliente, interna e recursos, e infraestruturas.

Com o BSC, a empresa consegue reforçar a integração dos seus diversos programas corporativos (qualidade e serviço de atendimento, por exemplo). Isso faz com que todos os projetos, ações, departamentos e unidades de negócio falem a mesma língua e trabalhem por um mesmo objetivo.

2. Análise simplificada e de fácil monitoramento

Os gráficos visuais e simplificados da metodologia BSC permitem que esse seja um trabalho pouco burocrático e de fácil análise.

A evolução gradativa dos gráficos garante um acompanhamento em tempo real das necessidades do seu negócio, permitindo ainda o debate com diretores, outros gestores e funcionários para alinhar as métricas principais.

3. Desdobramento da estratégia em planos de ação

A partir do Balanced Scorecard, a estratégia central fica mais clara no planejamento do negócio. E com o Mapa Estratégico em mãos, os gestores conseguem desdobrar cada objetivo do planejamento em uma ou mais iniciativas, cada uma com seus respectivos planos de ação.

4. Medição do desempenho e da execução das iniciativas

A mensuração do desempenho costuma ser alcançada pelas empresas sem uma metodologia com essa. Com o BSC, fica mais fácil comparar os resultados obtidos com as metas traçadas, bem como em quais objetivos sua equipe deve focar.

5. Resultados a curto e longo prazos

Um dos principais benefícios — que tem levado diversos gestores a investirem nessa inovação —, é a capacidade de identificar pontos críticos em qualquer momento do desenvolvimento.

Imagine o potencial de crescimento da sua empresa se você pudesse ver em quais processos há mais desperdício, quais os setores têm menos resultados ou quais investimentos retornam ou não o dinheiro aplicado?

O potencial do BSC de ser uma metodologia que acompanha o seu negócio com o tempo abre a oportunidade de tomar ações corretivas desde a primeira coleta de informações até a última.

E aí, leitor? Aprendeu o que é BSC e a importância dele para qualquer corporação se desenvolver de forma estável e inteligente? Quer se aprofundar mais no tema de indicadores e resultados? Então não deixe de baixar nosso e-book para descobrir tudo o que você precisa saber sobre gestão por indicadores.

  1. ARÃO FERREIRA DE LIMA FILHO

    Essa Cinco etapas no processo de crescimento não falam em fatores externos, Políticos, complexos, fortuitos…ou seja, só trabalho no campo da previsibilidade onde todas as variáveis dependem só de mim, como adaptar de maneira menos prejudicial ou impactante fatores alheios ao meu controle?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer Saber tudo Sobre o Mundo do BI? Cadastre-se abaixo e receba os melhores conteúdos sobre Business Intelligence.