Blog

Você sabe o que é BPM e como aplicá-lo na sua empresa?

Muito se fala em como criar uma empresa, quais as melhores oportunidades do mercado ou onde se deve investir, mas você sabe como gerir um negócio ou qual o melhor método para ser usado na sua empresa?

Quando se conhecem os procedimentos diários do empreendimento, torna-se possível implantar melhorias de forma eficiente e previsível. Geralmente, entre as pequenas empresas ocorrem execuções malfeitas constantemente, influenciando diretamente a produtividade e a lucratividade.

Além disso, como a tecnologia tem avançado rapidamente, a gestão de negócios tem sofrido muitas alterações. Por essa razão, foi criado o BPM (Business Process Management) com o intuito de otimizar processos para alcançar melhores resultados.

Visando a um melhor desempenho para você e sua empresa, vamos tirar todas as dúvidas sobre o que é BPM e suas vantagens. Continue a leitura!

O que é BPM?

Pensado para atuar dentro e fora de uma organização, o BPM é responsável por sistematizar os processos organizacionais, facilitando toda a complexidade envolvida neles. Tem ainda como objetivo levar informações úteis sobre sua execução e melhorias pertinentes, inclusive do negócio e da tomada de decisões que os permeia.

Atualmente, quaisquer empresas que não se atentem a isso ― principalmente no entendimento de determinados métodos basilares na companhia ― vivenciam grandes desvantagens no mercado, comparadas às concorrentes.

Qual sua relação com a gestão do negócio?

Em sua metodologia, são utilizadas diversas práticas ― automação de processos, mapeamento, modelagem ― com o intuito de diminuir custos, aprimorar a rentabilidade e tornar a empresa mais competitiva.

Entretanto, devemos ter em mente que o BPM não é uma ferramenta como o Data Discovery, e sim um método que vai se utilizar dele para alcançar os objetivos. Sempre lembrando que esse processo é aplicado para gerar resultados em médio e longo prazos, portanto, de forma lenta e precisa.

Quais são seus benefícios?

Um dos pontos em que o BPM pode ser usado é na automação dos processos (principalmente naqueles realizados por sistemas), melhorando a fluidez do trabalho geral. Portanto, ele cria uma ponte automática entre um setor e outro, permitindo interações mais rápidas e práticas.

A delegação de tarefas se torna muito dinâmica, e isso se deve à esquematização gerada pelo BPM, que proporciona uma visualização simples e transparente das responsabilidades de cada indivíduo.

Como consequência, é possível perceber um aumento significativo na produtividade por meio da descentralização de tarefas e automação dos processos, diminuindo as ocorrências de erros e congestionamento dos fluxos de trabalho.

Existem muitas vantagens na utilização dessa metodologia, como redução dos custos e maior controle sobre os procedimentos, mas por ora vamos nos ater às citadas acima.

BPM e BI são a mesma coisa?

De fato, ambos têm a premissa de analisar dados da organização e otimizá-los, mas a diferença é que o BI (Business Intelligence) é mais orientado em estruturar informações passadas da empresa e auxiliar na identificação de padrões e certas tendências mercadológicas. Já no BPM, o foco mesmo é nas atividades da companhia e na maneira com que são executadas.

Agora que você já sabe o que é BPM e como usá-lo para obter melhoras na sua organização, conheça o BI mais a fundo e alie essas duas metodologias na sua empresa!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer Saber tudo Sobre o Mundo do BI? Cadastre-se abaixo e receba os melhores conteúdos sobre Business Intelligence.